Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Fale conosco via Whatsapp: +55 71 993340015
No comando: Informação sobre a COVID-19

Das 03:00 às 04:00

No comando: Declamações de Poemas

Das 05:00 às 06:00

No comando: Universo em Prosa

Das 09:00 às 09:20

No comando: Palavras para Imagens

Das 09:45 às 10:05

No comando: Como Conseguiram?

Das 11:00 às 11:20

No comando: A Playlist do Taxi

Das 13:00 às 14:00

No comando: Musica Fora do Eixo

Das 14:00 às 15:00

No comando: Poeira das Estrelas

Das 14:00 às 15:00

No comando: Palavras para Imagens

Das 15:45 às 16:05

No comando: Como Conseguiram?

Das 17:00 às 17:20

No comando: Musica de Cabo Verde

Das 17:30 às 18:00

No comando: Tunas de Portugal

Das 17:30 às 18:00

No comando: Fado, Musica do Mundo

Das 17:30 às 18:10

No comando: A Playlist do Taxi

Das 19:00 às 19:59

No comando: Poeira das Estrelas

Das 21:00 às 22:00

No comando: Musica de Cabo Verde

Das 23:00 às 23:30

No comando: Fado, Musica do Mundo

Das 23:00 às 23:40

No comando: Tunas de Portugal

Das 23:00 às 23:40

No comando: Turismo em língua portuguesa

Das 23:00 às 23:59

Menu

Saudade de Jorge Portugal

Por Constança Metzker

A Bahia amanheceu mais triste, nesta segunda-feira, dia 3, subitamente, nos deixou o poeta, compositor, escritor e professor de Língua Portuguesa, natural da cidade de Santo Amaro, Jorge Portugal (1956-2020).

Ex- Secretário de Cultura da Bahia (2015-2017), o educador esteve à frente de diversos projetos culturais e educativos como: o programa Aprovado, voltado ao público secundarista e universitário.

Como escritor, publicou vários livros voltados à preparação para o exame de ingresso a universidade dos alunos do ensino médio.

Era considerado um grande mestre e incentivador cultural, bem humorado e acessível, se manteve sempre nas sendas da educação e na cena cultural baiana.

Na música seu legado, também é consistente, composições como a polêmica A Massa (1980) em parceria com o músico Raimundo Sodré, entre outras letras de sucesso compostas por Portugal está Só se vê na Bahia, escrita juntamente com Roberto Mendes, além das composições que ficaram marcadas nas vozes das intérpretes Gal Costa, Maria Bethânia e Elba Ramalho, como Vida vã e Filosofia pura.

Portugal foi uma figura brilhante!

Nossas condolências aos familiares e nossos agradecimentos a sua inestimável contribuição nos campos da educação, das artes musical e literária brasileiras.

Vá em paz!

Deixe seu comentário: